Embora não seja a coisa mais fácil de se fazer no mundo, abrir uma conta PJ com o nome sujo pode ser um desafio, mas não é impossível.

Sim é possível.

Bancos aceitam pessoas com nomes “sujos”, com restrição de crédito em alguns casos. O importante é saber e entender que bancos são avessos à riscos, por isso é bem comum recusarem esse tipo de abertura, ainda mais se tratando de uma conta PJ (pessoa jurídica).

É possível abrir uma conta PJ com nome sujo?

A resposta é sim. Bancos aceitam restrições quando essas são brandas nos nomes dos sócios. Quando a restrição é na própria empresa, aí o negócio complica um pouco. É muito comum, pessoas físicas (sócios) terem algo pendente em seus nomes e isso não deve ser um impeditivo para que bancos neguem a abertura dessa conta PJ. Ter o chamado “nome sujo” ou no SPC, no Serasa, como dizem popularmente, diminui a possibilidade, porém explicando direito e tendo uma restrição considerada branda, a abertura de conta PJ com o nome sujo é possível.

Vale entender que, alguns casos são completamente impeditivos, acompanhe a maioria deles:

  • Empresa com restrição no CNPJ (empréstimos, falências e etc);
  • Empresa com dívidas ativas (em nome desses sócios);
  • CPFs cancelados;
  • Empresas com cheques sem fundos (CCFs);
  • Grandes dívidas em bancos em outras empresas;
  • Sócios com restrições graves (ex: crimes, falências, Receita Federal e outras graves).

Se o “nome sujo” / restrição estiver ligado a uma atraso do sócio em alguma parcela de empréstimo ou desacordo comercial, não há problemas para abrir a conta PJ. Os bancos e contas digitais oferecem mais flexibilidade na hora de abrir conta PJ com alguma restrição. Isso não é uma regra, mas na maioria dos casos, são mais abertos a esse tipo de situação.

Fique ligado em mais dicas de como você pode consumir serviços financeiros e produtos bancários com segurança.

Write A Comment